terça-feira, 17 de maio de 2011

Gastronomia holandesa

Muita gente chega até este blog quando pesquisa sobre gastronomia holandesa. Na Holanda não há nada que se possa chamar gastronomia, as pessoas não gostam de comer e quando comem é sempre pouco e mal. Pode parecer que estou a exagerar mas até os ingleses se queixam da comida aqui.
As grandes especialidades "gastronómicas" consistem em: 
- Sopa de ervilhas com bacon
- Croquetes (sim há um país em que o croquete é considerado uma especialidade). O melhor croquete de Amsterdão pode ser apreciado no Eetsalon Van Dobben.
- Bitterballen é outra forma de aproveitar restos que se tornou numa especialidade, trata-se basicamente de um croquete redondo e mais pequeno.
- Stamppot, prato que consiste em batata cozida, um ou mais vegetais cozidos e depois é tudo esmagado até fazer uma papa grosseira. Acompanha com um pedaço de carne ou salsicha.

Ao pequeno-almoço come-se pão e queijo e ao almoço come-se a mesmíssima coisa, tudo acompanhado de muito leite. Para o almoço há ainda uma especialidade no mínimo original, estão a ver aquelas pepitas de chocolate ou flocos coloridos que se usam para enfeitar bolos? Pois aqui pega-se numa fatia de pão, barra-se com manteiga e depois espalha-se uma camada de enfeites de bolos no pão, pega-se na faca e no garfo e come-se aquilo como se fosse uma refeição a sério. 
À noite come-se a única refeição quente do dia. Na verdade não é à noite porque aqui janta-se às seis da tarde. O jantar é normalmente carne (pouca porque é cara), batatas e vegetais cozidos que podem ou não ser esmagados.

Ainda vou voltar a este tema mas para falar dos doces. Aqui sim, há muita coisa boa para experimentar embora sinta falta dos nossos doces com 20 gemas e 2kg de açúcar que não há por cá.

1 comentário:

Patty disse...

As Bitterballen feitas em Portugal têm outro sabor, adoro!